O Timão não limita o seu sucesso aos campos de futebol. Como é de conhecimento de grande parte do público que acompanha MMA e o UFC, nomes como Anderson Silva e Júnior “Cigano” dos Santos foram contratados para representar o clube no octógono. Além disso, judô e taekwondo são outras modalidades abordadas no projeto e com disponibilidade de aulas na sede social. Confira essa história abaixo.

Cigano (direita) posando para foto com Rodrigo “Minotauro” (esquerda) na Arena Corinthians (Foto: Amanda Kestelman)

Judô

O clube disponibiliza aulas na sua sede social, tanto para a escolinha, quanto para os judocas federados, que disputam torneios filiados à Federação Paulista de Judô e à Confederação Brasileira. Segundo o site do alvinegro, os seus lutadores tiveram um bom ano em 2017, conquistando o ouro na Copa São Paulo Aspirantes, Campeonato Brasileiro Região V, Campeonato Paulista Sub-11, 13 e 15 (Divisão Especial), Campeonato Jogos Escolares e Torneio Nacional Interclubes Sub-15.

Taekwondo

O projeto dentro dessa modalidade surgiu no clube em 2003 por iniciativa de Andrés Sanchez, então vice-presidente de Esportes Terrestres. De acordo com o Timão, o departamento possui 50 alunos e 15 atletas adolescentes. Os atletas participam dos campeonatos organizados pela Federação Paulista, no âmbito nacional e além, como Talita Lopes, que se sagrou campeã no Koreia Open, em 2017.

MMA

O Corinthians decidiu investir na modalidade em 2011 e para isso fechou contrato com o grande nome do UFC na época e um dos maiores lutadores da história, Anderson Silva. Então campeão dos médios, o “Spider” assinou com o Timão em agosto do ano em questão. Pouco depois, em 2012, o clube fez contrato com outro lutador renomado: Júnior “Cigano” dos Santos.

Anderson Silva durante sua apresentação como atleta do Corinthians (Foto: Reprodução)

O vínculo com ambos se encerrou de forma definitiva em 2015. No caso de Anderson, o período foi dividido em dois. O primeiro durou entre agosto de 2011 e maio de 2013, tento feito três lutas no período, sendo duas defesas de cinturão (contra o japonês Yushin Okami, em agosto de 2011, no Rio de Janeiro, e diante de Chael Sonnen, em Las Vegas, por nocaute, em julho de 2012), vencendo todas por nocaute. A outra foi retomada em dezembro de 2013.

Apesar disso, o projeto se estendeu para formação e treinamento de diversos lutadores na Academia do próprio Corinthians, situada no Parque São Jorge. O retorno é visto em participações nos mais variados eventos (Bellator, XFC, Rezin e WGP) e com títulos, tendo três cinturões do Jungle Fight (maior organização da América Latina), cinturões do Batalha MMA, da TFE e do Thunder Fight.