Neste domingo (9), às 10h30, a seleção brasileira começará sua caminhada na Copa do Mundo da França diante da Jamaica. Querendo começar com o pé direito no grupo D, o técnico Vadão conta com duas representantes do Timão: a goleira Letícia e a zagueira Mônica. Além dos três pontos, elas podem te ajudar a ganhar dinheiro. Um aposta de R$ 100,00 na vitória do Brasil tem retorno de R$ 107,00. 

Foto: infoesporte

Apostas

A seleção brasileira está longe de figurar entre as favoritas ao título do mundial feminino, mas, segundo as informações da RIVALO, contra as jamaicanas está em posição favorável. Mesmo sem Marta, que se recupera de uma lesão muscular, o retorno em caso de triunfo do Brasil é de R$ 1,07 para cada real investido.

Por outro lado, uma improvável vitória das caribenhas volta incríveis R$ 22,00/um, enquanto que a igualdade no placar está indicada em R$ 10,00/um. Todos esses odds, que que são os prêmios que as casas pagam no caso do seu palpite se concretizar, podem render mais do que dinheiro.

Fazendo qualquer jogo na RIVALO até o dia 14 de junho você concorre gratuitamente da COPA DE PRÊMIOSconcorrendo a diversas premiações, como celular, televisão e ingressos para a final da competição!

Odds em outras casas de apostas

  • Apostas Online: Brasil (R$ 1,08/um) x Jamaica (R$ 17,00/um); Empate (R$ 8,75/um);
  • Spin Sports: Brasil (R$ 1,08/um) x Jamaica (R$ 19,25/um); Empate (R$ 9,50/um);
  • Betway: Brasil (R$ 1,09/um) x Jamaica (R$ 19,00/um); Empate (R$ 9,00/um);

As corintianas na Copa do Mundo

  • Lelê

Apesar de apenas 24 anos, Letícia está indo para a sua segunda Copa do Mundo. Titular absoluta da meta corintiana, a goleira está no clube desde 2016 e desde então conquistou uma Copa do Brasil (2016), um Campeonato Brasileiro (2018) e uma Libertadores (2017).

Foto: infoesporte
  • Mônica

Outra que já disputou o Mundial em uma oportunidade anterior, a zagueira chegou recentemente ao Corinthians. Contratada junto ao Orlando Pride, dos Estados Unidos, é uma das jogadoras de confiança do técnico Vadão.

  • Erika e Adriana

A zagueira e a atacante também iriam representar o Coringão, mas ambas foram cortadas por lesão. A primeira sofreu uma contusão no músculo sóleo da perna esquerda, sendo substituída por Daiane, do PSG, enquanto Adriana rompeu os ligamentos do joelho esquerdo. Luana, que defende 0 KSPO, da Coreia do Sul, foi chamado para o seu lugar.